Rubens de futuro incerto na Williams?

As últimas declarações de Frank Williams instalaram certa dúvida quanto ao futuro de Rubens Barrichello na própria Williams, e, consequentemente, na Fórmula 1. Se é verdade que Rubens já esteve em momentos piores – não sabia se estaria ou não no grid de 2009 no final de 2008 -, outro fato é que ele parece estar com problemas de peso e começando a se classificar atrás do novato Maldonado.

A situação não é fácil e isso precisa ser compreendido. Mesmo que Barrica tenha toda a sua experiência nas costas e isso ajude – não se sabe até onde, pois o carro é fraquíssimo – a Williams no seu avanço, o que parece é que Frank começa a perceber que seria mais negócio para a equipe contratar algum piloto novato, com dinheiro e patrocínios, do que um piloto experiente, e que está praticamente no final de sua carreira.

O fato de Rubens dizer que está em plena forma talvez não esteja se cumprindo totalmente, afinal a equipe teve que tirar o KERS do seu carro para compensar o peso, e ele entrando em um excessivo treinamento para estar no peso ideal.

Seria ótimo de Barrichello estivesse liderando a equipe e caçando um ponto aqui e outro lá, mas a realidade é outra: Maldonado está motivado e rápido, já entrou 3 vezes ao Q3 neste ano, enquanto Rubens ainda não. Foi uma prova dura na cara de todos que acreditavam que Pastor só estava ali pelo dinheiro – ele mostrou que sim tem certo talento, ou perseverança.

Infelizmente ter o companheiro novato na sua frente não é algo positivo para Rubens e ele, que exige da equipe e quer renovar pois a Renault volta com a sua parceria no próximo ano, não está mostrando muita força. Azar, erros, problemas mecânicos: Tudo isso pode ocorrer com qualquer piloto, mas o motivo central é a vontade da Williams.

Comenta-se que Rubens e Williams conversaram sobre sua renovação – que antes parecia certa- na Alemanha, mas Barrica não tem muita pressa para assinar. O prazer a diversão em dirigir um F1 parecem ser fortes, e acima de tudo, fica claro que Rubens não está na Williams para conseguir um ponto a cada 3 meses. Esse é o problema.

Se Frank diz que a dupla não será necessariamente a mesma do que neste ano, isso instala a incerteza de ver Rubens no grid em 2011. Pelo que vimos algumas semanas atrás, ele quer continuar, mas a Williams provavelmente exigirá mais dele nos próximos meses.

16 pensamentos sobre “Rubens de futuro incerto na Williams?

  1. É, Rubens está apanhando de Maldonado, que parece ser pior do que Hulkeberg, de quem Barrichello não sofreu pressão. A idade começa a pesar para ele, e duvido que fique muito mais na F1, uma pena, porque é um grande piloto, mas uma hora isso terá de acontecer.

    Tomás, arruma ai, Maldonado foi ao Q3 em 4 ocasiões.😉

  2. Estamos nos surpreendendo com pilotos pagantes este ano, como Perez e Maldonado. O Rubens tem vontade de sobra para continuar na F1. Falta saber até que ponto essa vontade é compatível com o desenvolvimento que tem apresentado nos últimos meses.
    A Williams está certa de cobrar mais do Rubinho. Vamos ver como ele lida com essa pressão e como fica a questão do seu desempenho nesses últimos meses.
    Abraço,
    Ester

  3. Acho que o Rubens porde ficar por mais alguns anos na F1, não como piloto, mas como alguém forte dentro da equipe, sei lá como chama, mas piloto acho que já deu, infelizmente ele não vai conseguir realizar o sonho de ser World Champion, emfim……

    Aproveitando o espaço, se me permite Tomás, só pra divulgar o blog TOP GEAR BR, o pessoal legenda o programa, quem gosta de F1 e carros é uma boa pedida, acabei de entrar pra equipe de tradutores, então só pra o pessoal saber, quem gosta do programa agora sabe onde ver legendado.😀
    http://topgearbr.wordpress.com/

  4. Já está fazendo mais do que hora extra e nunca foi top driver, um piloto mediano com lampejos de genialidade (assim como David Coulthard).

    Nunca disputou um título (de verdade), nunca liderou um campeonato (mesmo sentado em uma Ferrari entre 2000 e 2004), e, quando correu em equipes de ponta (Honda, Brawn e Ferrari), sempre perdeu para seus companheiros de equipe no somatório geral.

    Além disso, mesmo nas equipes pequenas, os momentos de maior brilho sempre foram para os pilotos que sentavam no cockpit ao lado (Herbert conseguiu a 1ª e única vitória da Stewart e Hulkemberg a 1ª pole da Willians em vários anos no Brasil).

    Para terminar, na Ferrari, protagonizou um dos momentos mais ridículos do automobilismo.

    Chorão e péssimo perdedor, sempre arrumou desculpas para os fracassos, nunca assumiu seus erros e cuspiu muito no prato em que comeu (Ferrari).

    Qualidade de Rubens? Soube como ficar milionário com a F1 (mesmo sendo mediano), é brasileiro e não desiste nunca!!!!

    • Para mim, a principal qualidade do Rubens, é ser brasileiro, e correr na FI. Pelo menos eu, me orgulho muito dele e de todos os outros brasileiros, que por la passaram. Fazer o que né, eu sou brasileiro, então, gosto muito da minha gente e torço fervorosamente por todos. Se não são genios, nem tem qualidades acima da média, não importa, eu torço do mesmo jeito e não fico nem um pouco envergonhado de confessar. A proposito, torço para a seleção brasileira, mesmo quando empata com a Venezuela, fazer o que né, eu sou assim, o dia, que alguém me surpreender torcendo contra o Brasil, manda internar, eu pirei.

  5. “Chega né Rubinho…”

    Concordo com Regazzoni, e tem um detalhe, uma coisa é ser vice campeão disputando título, como Schumacher fez em 97/98/06, nesses anos quem deu GRAÇA ao campeonato foi justamente o alemão, nesses anos Schumacher não teve carro superior, mas sempre estava lá, dando trabalho fazendo grandes corridas.

    Outra coisa é apenas somar pontos e ser vice campeão, pior foi em 09, Rubens tinha carro bom e nem vice foi, nesses anos de 02/04/09, Rubinho sequer incomodou o companheiro na tabela.

    Bem antes do campeonato terminar, Button chegou a dizer que temia somente os pilotos da RBR, ignorando totalmente Rubens! E o inglês tinha razão, Vettel ainda novato, conseguiu tirar o vice de Rubinho!

    Existem pilotos que são marcados desde cedo para fazer história na F1, outros até fazem um bom trabalho, vencem corridas, conseguem pódios, as vezes conseguem até chegar ao título, mas estão longe de um Fangio, Prost, Stewart, Schumacher, etc…

    Se for separar todos os pilotos que nunca foram campeões, Rubinho sequer esta entre os primeiros:

    Moss, Peterson, Villeneuve, Reutemann entre outros, estão a frente, porque estes pelo menos deram muito trabalho na pista. Moss, teve grandes batalhas com Fangio, Peterson e Villeneuve também deram muito trabalho, Reutemann por pouco não foi campeão em 81, Piquet conseguiu o título por apenas 1 ponto.

    O recorde de participações em Gps faz jus ao Rubinho, pra mim ele só participou da Formula 1, nunca fez nada de espetacular, se venceu algumas corridas em grande estilo(ALE/00,ING/03,MON/09), outros também o fizeram. Um ex: Gilles Villeneuve em 81, venceu duas corridas históricas em MON e ESP, e Gilles nem tinha carro bom, muito pelo contrário, e o que dizer do show no GP do Canadá na chuva?

    Se for ver, o que Rubens conquistou na F1 esta de bom tamanho, venceu de Ferrari 9 vezes, pilotou grandes carros em 00/01/02/04/09, se não conseguiu o título(quando tinha carro muito bom), é porque o companheiro sempre foi melhor.

    Metem muito o pau no D.Hill, mas pelo menos Hill fez o básico, bateu o companheiro de equipe e foi campeão em 96. Lembrando que Hill era piloto de motos, e em termos de estatísticas foi muito melhor que Rubens.

    Damon Hill:
    GPs disputados, 122 (115 largadas)
    Títulos,1
    Vitórias, 22
    Pódios,42
    Pole positions,20
    Voltas mais rápidas,19

  6. Lembrando que Peterson em 78 e Villeneuve em 79 foram impedidos por Chapaman e Enzo Ferrari, de disputar o título com Andretti e Scheckter. Isso não são ordens de equipe?

  7. Rubens barrichello, grande lutador, muito querido na f1, tem todo o meu respeito , foi campeão por onde passou antes da f1, pode não ser um top mais é um grande piloto, mais 01 ano para fechar os 20 , ele merece.

  8. Faço apenas a ressalva: Maldonado sobressai apenas em treinos. Nesse contexto de treinos, o Barrichello tem sido usado para testar peças que funcionam apenas na fábrica.
    Em corrida, pelo que li nas estatíticas da Juliane Cerasoli, o Maldonado não completou corrida na mesma volta do líder e, salvo engano, chegou apenas 2 vezes na frente do Rubens.
    Embora seja assim, penso que se aparecer algum piloto com um bom “budget”, fica com a vaga.
    Quanto à qualidade técnica do Rubens, a própria F1 reconhece seu valor, sendo o piloto há mais tempo no gride.

  9. Um adendo: além de ter perdido “a mão de como fazer um carro”, a Williams precisa urgentemente de dinheiro. Ano passado dispensou o rápido, mas “duro” Hulkenberg, pelo digamos “competente e endinheirado” Maldonado. Aliás, dá uma boa matéria o declínio administrativo-técnico da Williams.

  10. Atualmente em qualquer equipe, quem faz a diferença no desenvolvimento dos carros são os projetistas com seus pacotes! A importância do piloto fica por conta da pilotagem, sua função é ser rápido e não cometer erros jogando resultado fora!

    É como Montezemollo disse, nos anos 70 piloto e carro valiam 50% cada, hoje sem poder testar, o carro é mais importante em 70%, mas é nos 30% que um grande piloto pode fazer toda DIFERENÇA! É o que acontece com Alonso, nas duas últimas corridas o espanhol superou os dois pilotos da RBR, o carro melhorou graças aos pacotes, mas não há duvidas, Alonso fez toda DIFERENÇA!

    O caso das equipes que estão no fundo do poço, como Williams, é um pouco diferente, elas não precisam urgente de um Alonso, e sim de muito dinheiro ! Pra que vou ficar gastando salário com piloto experiente, se ele não pode desenvolver o carro como antigamente, com os testes proibidos, o que manda são os pacotes! Na pista, novatos como: Kobayashi, Perez, Petrov e Maldonado dão conta do recado! Gastar salário com Rubens, Trulli e Liuzzi e Kovalainen esta virando prejuízo, ainda mais se eles não trazem pontos, melhor gastar com um bom projetista.

    Olha o caso de Heidfeld e Rubens, fora do carro não tem muito o que fazer(além de reclamar), pra piorar, estão tomando SUFOCO de Petrov e Maldonado. Na pista, os “pagantes” estão colocando os companheiros experientes no bolso, fora dela, trazem um caminhão de dinheiro, com eles é só lucro.

    Então, porque não ter 2 caminhões cheio de dinheiro? Na Sauber é só ALEGRIA com Kobayashi e Perez, na Renault quem esta ameaçado é Heidfeld e não Petrov, o mesmo acontece com Rubens na Williams.

    Os dias de Trulli, Rubens, Liuzzi e Kovalainen estão contados, a não ser que tragam muito dinheiro! É o que eles deviam fazer, parar de reclamar, colocar a pastinha embaixo do braço e ir a luta, arrumando patrocínio para a equipe, eles iam fazer por eles mesmos.

    Tony Canaan é piloto de ponta na Indy, mesmo assim teve que correr atrás de patrocínio para 2011, se não fosse isso estaria a pé, ou seja, também é piloto “pagante”, mas ninguém pode dizer que ele é acomodado…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s