Ferrari teria demitido Marco de Luca?

Apareceu, nos últimos dias, o rumor no paddock de que a Ferrari tem planejada uma grande mudança quando ao setor aerodinâmico do carro e, para isso, irá renovar o seu chefe de engenharia: Que se trata do italiano Marco de Luca. Marco está na Scuderia desde dezembro de 2009, sendo o responsável pelo F10 e os cálculos errôneos do túnel de vento atual, a grande dor de cabeça da Ferrari. Em base disto, já pode-se saber quem vem no seu lugar.

Também temos conhecimento que em Maranello permanece uma época de transição – Desde a perda do posto que Chris Dyer ocupava antes de Abu Dhabi até o tímido início nesta temporada. E este parece ser o problema da Ferrari: Até não estabilizar todo o seu personal, formando uma boa base de trabalho e desenvolvimento (já que começou a trabalhar no primeiros rascunhos do monoposto de 2012), o avanço é difícil de ocorrer.

E é aí que a saída de Luca possa encaixar. Com Alonso exclamando que a partir do GP do Canadá o F150 será um carro novo, é provável que o substituto do italiano já esteja trabalhando nessas mudanças e no chassis 663 do ano que vem. O nome deste: Nicolas Hennel de Beaupreau.

Nicolas, francês, já passou pela Benetton, Ferrari, trabalhando de 2000 a 2002 com Rory Byrne e Ross Brawn, Renault, McLaren e Toyota. O curioso é que depois de 4 temporadas trabalhando ao lado de Alonso, ganhando 2 títulos, esteve com Fernando na McLaren em 2007 e foi participante do título de Lewis em 2008. Agora, depois de um tempo no departamento técnico da Ferrari, comenta-se que é alçado ao posto de chefe de aerodinâmica.

Sem dúvida, com este grande retrospecto, a esperança dos italianos e espanhóis cresceu significativamente, como podemos notar nos fóruns mundo afora – Mesmo com ainda nada confirmado oficialmente.

Ainda existe outro rumor, sem ainda algum fundamento mas que já foi circulado na mídia, que trata-se da vinda de Sam Michael, que está de saída da Williams, para a Ferrari no ano que vem.

Fora isto, a Ferrari vem trazendo atualizações para todas as corridas, como na asa traseira e dianteira, difusor e assoalho. Se Hennel está trabalhando no desenvolvimento do 150 neste momento, é um bom sinal para a Ferrari, que promete dar trabalho quando se estabilizar nas próximas provas.

12 pensamentos sobre “Ferrari teria demitido Marco de Luca?

  1. mesmo sustituindo acho que a resposta chegará tarde demais. imagina só até o eleito entender realmente a complexa aerodinámica do carro… mais pelo menos isso mostra que em Ferrari o povo não dorme não.

  2. Já é de algum tempo que a Ferrari gasta milhões e milhões e não consegue alcançar seus objetivos, acho que a saída de “apenas um” não vá mudar muita coisa, deveria haver é uma reestruturação TOTAL deste time que a muito tempo não me faz lembrar nem um pouco a Ferrari que um dia já vi DOMINAR a F1…. Cpts

  3. Pingback: Ferrari teria demitido Marco de Luca? « Blog Fórmula 1 | Clicque Auto

  4. Isso é só o inicio, mandado fora o engenheiro chefe. Tinha que ser como na Williams, sair os fortes, são eles: Aldo Costa, diretor técnico, e Stefano Domenicalli, para mim o chefe de equipe mais ridiculo da F1.

  5. A Ferrari passa por uma crise de identidade, depois que Schumacher e Todt saíram. Vai demorar uns anos pra recuperar isso.

  6. A Ferrari sempre foi dada a fases complicadas, onde nada da certo, e sempre leva tempo para reverter a polaridade. Tem muita politicagem, a administração em Maranello é muito devagar, leva tempo para sacar, que precisa mudar. A ultima grande mudança na equipe, foi imposto por Schumacher, que trouxe junto consigo, técnicos e engenheiros competentes. Fica claro, que a incompetencia italiana, tem muito a ver com sua latinidade, mais emoção do que razão, já o alemão é mais racional e impos a equipe uma série de mudanças, que só trouxeram bons frutos. Com sua saida e a de Tod, a coisa degringolou novamente, a Ferrari voltou a vaca fria da incompetencia, que fica bem clara com a liderança do Sr. Domenicali, o pior chefe de equipe da atual FI. Os problemas da Ferrari, começam lá em Maranello e estendem-se até os seus mecanicos mais humildes, todos parecem estar fora de sintonia, enquanto um puxa o outro empurra, assim fica dificil acertar as coisas.

  7. Não sei se o pior foram os carros “não dominantes” que a Ferrari vem construindo desde 2005 ou se são as falhas de estratégia e de pit stops que os papa-polenta cometem, jogando fora campeonatos completamente viáveis como o de 2008.
    Il Commendatore costumava dizer que “carros ganham corridas, pilotos perdem corridas”. Bem, desde o começo da década passada, a Ferrari não teve nenhum piloto sem condições de ser campeão mundial (apenas lembrando: Schumacher, Barrichello, Massa, Raikkonen e Alonso).
    Acho que poderíamos mudar para “pilotos com bons carros ganham as corridas que a Scuderia não perde”.

    • “a Ferrari não teve nenhum piloto sem condições de ser campeão mundial (apenas lembrando: Schumacher, Barrichello, Massa, Raikkonen e Alonso)”.

      O Badoer não entra na lista porque não é piloto, correto?😉

  8. A Ferrari precisa ver o q está dando de errado nos pits já perdeu campeonato por causa deles.
    O projeto do carro não sair bom até q vai,mas, perder títulos por de pits e estratégias desastrosas aí não dá.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s