Sobre o acidente fatal de Sondermann

Este blog é especializado em Fórmula 1, mas em casos de este tipo abrir parênteses para outras categorias é imprescindível. Ontem, em Interlagos, tivemos a triste notícia que o piloto Gustavo Sondermann, de apenas 29 anos, faleceu depois de um grave acidente na etapa inaugural da Copa Montana (categoria de acesso à Stock Car).

O acidente foi desencadeado depois de Gustavo rodar, na volta 5, e ser atingido com força por Pedro Boesel, na Curva do Café. A direção da prova logo interrompeu a corrida e, após o acidente, Sondermann teve uma parada cardiorrespiratória ainda na pista, mas foi reanimado pelos médicos.

Seguiram-se horas de tensão na expectativa de ver o estado de saúde de Sondermann – Que terminou por ser a sua morte cerebral, portanto irreversível, confirmada no Morumbi do Hospital São Luiz.

Mesmo assim, a sua família ainda deixa os aparelhos que deixam o seu coração batendo ligados, inclusive pela possibilidade de doação dos seus órgãos.

O triste é que, no mesmo ponto da pista que Gustavo sofreu o acidente (curva do Café), foi também palco da morte de Rafael Sperafico, na última corrida da Stock Light 2007. Uma infeliz coincidência que abre grandes pontos de discussão, como por exemplo a segurança da Curva e a necessidade de uma área de escape, já que a F1 também passou por graves acidentes.

Vídeo do acidente:

Foi lá que na molhada prova do GP do Brasil de 2003 Webber e Alonso colidiram e, mesmo sendo 8 anos atrás, é um grande alerta: Inclusive há uma chicane, construída para o Mundial de Motovelocidade de 1992, e que nunca mais foi utilizada.

Outra questão é que, vendo as fotos, nota-se que o pneu traseiro do carro de Sondermann estava colocado de forma invertida, o que de certa maneira compromete o equilíbrio do carro em si. Investigação não irá faltar.

A segurança na Curva do Café está longe da ideial, mas também temos que deixar claro que fatalidades ocorrem e nos últimos anos a F1 nem outra categoria passou por problemas.

Portanto, apesar de ter que ser feita uma área de escape no local, modificar a pista possa ser precipitado – Dependendo do ponto de vista.

Opinião

O acidente foi uma fatalidade, isso não há dúvidas, mas motivos para ele e causas existem. O pneu traseiro colocado de forma errada, a perigosa curva do Café que já matou outro piloto 4 anos atrás e a pouca visibilidade, pela água no asfalto, da qual se queixou Sérgio Ramalho (2º no momento da batida) devem ser considerados.

O sentimento que permanece é de um vazio, e também tristeza por uma fatalidade sem precedentes. Apoio que será necessária melhoras na curva do café, mas, quanto será necessário esperar para que sejam tomadas providências?

21 pensamentos sobre “Sobre o acidente fatal de Sondermann

  1. Ouvindo o Caca Bueno, agora pouco no Globo Esporte, ele falava exatamente sôbre a necessidade de uma area de escape ali, na curva do café, mas, lembrou, que ali tem uma arquibancada, o que deve dificultar muito as coisas. Já perdemos ali, 2 pilotos de carro e um aprendiz de piloto de moto, quantos vitimas serão necessarias, para que as arquibancadas deixem de ser um problema. Arquibancada, constroi-se em qualquer outro ponto do autodromo, já essa area de escape não. Quem sabe os responsaveis por Interlagos, não se comovem com mais essa tragédia e tomam providencias urgentes.

  2. Triste e lamentavel mais uma morte em Interlagos, que Deus conforte seus familiares nesse momento. É obvio que a curva do café precisa de uma area de escape e uma barreira de absorção moderna, só espero que não façam a mesma besteria de Imola e optem pela solução mais simples e estraguem a pista com alguma chicane estupida.

    • Conhecendo a incompetência dos “çábios” da CBA e dos integrantes da Prefeitura de São Paulo, o risco é exatamente esse.

      Não satisfeitos em não evitar as mortes dos pilotos, vão acabar matando também o traçado do circuito.

      • Conclusão, pelo seu ponto de vista, qualquer coisa que fizerem não adiantarpa nada. Pessimista, heim!

  3. Olá, blogueiro (a),

    Salvar vidas por meio da palavra. Isso é possível.

    Participe da Campanha Nacional de Doação de Órgãos. Divulgue a importância do ato de doar. Para ser doador de órgãos, basta conversar com sua família e deixar clara a sua vontade. Não é preciso deixar nada por escrito, em nenhum documento.

    Acesse http://doe.vc/mq e saiba mais.

    Para obter material de divulgação, entre em contato com comunicacao@saude.gov.br

    Atenciosamente,

    Ministério da Saúde
    Siga-nos no Twitter: http://www.twitter.com/minsaude

  4. Não deveriam ter dado a largada naquelas condições. A pista não tinha o mínimo de segurança. Alguém tem que ser responsabilizado por mais esta tragédia.

    Absurdo!

  5. Eu estava na sala de casa, alternando entre a Fórmula Truck e a Copa Montana. De repente eu coloquei na Copa Montana, e vi uma caminhonete que havia sumido, e na hora me lembrei do acidente do Sperafico. Confesso que entrei em desespero. Mostraram a imagem do acidente, e de um carro entrando no meio do veiculo do Gustavo, e seu carro voando. Ali imaginei o pior. Depois de todo o resgate, demorado, dentro da pista, e a ida do piloto para o ambulatório, vi outra imagem, que comoveu minha familia inteira. Um homem de alguma equipe, provavelmente da JStar, saindo do ambulatório em prantos. Eu, meus pais e meu irmão pensamos juntos: “Morreu”.
    Depois corri para o Twitter, que é muito útil nesses casos, e fiquei atrás de notícias. Agora pouco começaram a chegar, e me animaram um pouco. Mas foi muito feio.
    Pela Tv, o jeito ali no Café é o acréscimo de uma area de escape mesmo. Só gostaria de saber se há espaço para isso.

    #ForçaSodermann

  6. A CBA., acaba de declarar o local seguro, não carecendo portanto de intervenções de qualquer ordem. Segundo informações do Jornal Nacional, apesar de considerar o local seguro, solicitou inspeção de orgão internacional e durante as proximas provas, que ocorrerem em Interlagos a curva tera bandeira amarela durante toda a prova. É realmente desanimador, constatar-se a forma como as autoridades brasileiras, desvalorizam a vida humana em nosso territorio.

    • Ali necessita-se de area de escape do lado de dentro de fora. Agora, qualquer piloto que passar ali vai ter que diminuir, o que perde toda a graça, e os fiscais irão quase perder o braço.
      Êêh CBA, é igual a FIA, ridicula.

  7. Como eu reclamei lá trás, agora tenho que agradecer ao blogueiro por abrir espaço para essa discussão que é, deveras, muito importante para todos nós, brasileiros, que somos a grande maioria dos visitantes desse blog.
    Pois bem, antes de tudo, sesibilizo-me com todos os que sentiram a dor dessa morte, pois, sem dúvida, um futuro tolhido dessa maneira dói intensamente. Pra mim, foi, apesar de desconhecer o piloto anteriormente, chocante, pois pilotos não deveriam mais morrer diante de tanta tecnologia e inovação.
    Quanto a questão da curva, ouvi alguém comentar que para a F1 ela quase não existe, os carros já estão em sexta marcha e nem percebem a curva, mesmo com chuva, no entanto, para as categorias menores a coisa é diferente, pois os carros, na chuva, perdem a traseira ali, batem no muro e – eis o problema – voltam para o meio da pista, que está cheia de carros acelerando fundo, e não têm nem para onde escapar.
    Portanto, é tarefa inadiável dos engenheiros sentarem e discutirem a mudança dessa curva ou das áreas ao redor – o que é mais difícil por cuasa do relevo – para que se evitem mais mortes como essas na nossa querida Interlagos.

  8. Foi realmente uma fatalidade, mas que poderia ter sido evitada. Imagino o que aconteceria se fosse em um GP de F1!!…É preciso modificar aquele setor, mechendo-se o mínimo posssível no traçado!

    • Eu não vejo problema em mexer no traçado, já que o terceiro setor é uma “reta curva” e não é o maior atrativo da pista.

      • O esquema é a área de escape e ver o que tem de arrumar desse tal de softwall e evoluir o carro.
        Pq é categoria de base não quer dizer que não precisa da mesma segurança de uma categoria Top.

  9. Aquele muro macio (softwall) não era para ter amortecido muuuuuuuuito mais a pancada?
    No jornal Nacional mostrou o muro e ele estava praticamente intacto.

  10. Primeiro a gente tem que lembrar que a vida aqui no Brasil não vale absolutamente nada, milhares de pessoas morrem todos os anos por causa de negligência e nada muda, mas isso não me espanta mais, afinal de contas, se não for assim, não é Brasil!

    Em 92 os fiscais da Moto GP viram a curva do café e logo de cara ela foi reprovada para motos de alta performance, e eu pergunto: “Depois de anos, ninguém percebeu isso em Interlagos? Permitiram que as motos da categoria superbike (nacional) e outras corressem por anos?”. Como ninguém tinha morrido no local, deixaram por isso mesmo…. e se morresse também continua a mesma coisa!!!

    Até que aconteceu a morte do Sperafico, no jogo de tirar o SEU da reta, sobrou para a fatalidade. No começo desse ano morreu um rapaz em uma superesportiva no mesmo local( os fiscais da moto GP estavam certos), novamente jogaram a culpa na coitada fatalidade. Domingo morreu o piloto Sondermann e gente da CBA novamente veio falar em fatalidade…

    Ficou claro que a curva do café só serve para a Formula 1, sabe lá até quando! Em outras categorias tem que ser usada a chicane, senão vai morrer mais gente! O problema é que no Brasil existe muita FALAÇÃO E POUCA AÇÃO, pra resolver algo sempre vai ter bate boca de todos os lados( e a chicane lá esperando a anos para ser usada). Também vai ter um monte de pacheco que vai dizer que “mataram” o retão com a chicane, que a pista perdeu o encanto, na época do Senna não era assim, as manhã de Domingo nunca mais serão as mesmas… Oras, a corrida da moto GP em 92 foi feita com a chicane e ninguém reclamou! Outros(CBA)vão reclamar, se tirar as arquibancadas do local para fazer área de escape o lucro da bilheteria vai ser menor, e não vai ter dinheiro para manutenção da pista. Aqui no Brasil tudo é complicado, é assim em tudo, brasileiro adora dar cabeçada na parede. E não demorou para aparecer gente com soluções paliativas como usar bandeira amarela permanentemente no local, proibido ultrapassar…ridículo!

    A chicane esta lá desde 92, manda recapear e usa para todas as categorias nacionais de motos e carros, no caso da Formula 1 os fiscais decidem se a curva do café vai ser usada ou não. O que não pode é deixar pilotos correrem sabendo que logo vai morrer mais um, por pura negligência. Muitos metem o pau nos autódromos do Hermann Tilke, mas quantos pilotos foram poupados aposentando várias pista históricas? Só pra lembrar, se Alonso tivesse batido em 03 com um carro de 92 provavelmente teria morrido na hora, e curiosamente a curva do café pouco mudou entre 92 e 03, a velocidade em reta dos carros também é semelhante, mas o que mudou muito foi a segurança dos carros! Já na Stock ou Montana os carros são muito rápidos em relação aos do passado, só que não tem o mesmo downforce que um F1, muito menos a segurança estrutural, dizem até que um Stock car antigo é mais forte que os de hoje. Quando um carro nacional escapa no café a dinâmica da batida é diferente, não tem como falar: “Se a F1 corre aqui, então a pista é segura”, terrível engano! Descobriram que é mais fácil morrer na curva do café com carro nacional que em um F1. Agora entendem porque a gangue do tio Bernie é chata pra cacete com pistas? Só que nem tudo que é aprovado para a F1 pode ser segura para outras categorias. Muitas pistas não tem mais condições de aceitar os carros atuais, outras tem como Interlagos, mas precisam sempre de atualizações, os carros a mesma coisa, precisam ser revistos. Quantos pilotos não morreriam se deixassem o traçado de Interlagos dos anos 70? Ia morrer vários pilotos! Fazer área de escape no café tem que ter aval da FIA, para conseguir pode ser complicado e ela vai dar uma DURA:

    “Fizeram uma chicane em 92 para evitar mortes na curva do café, ninguém usa?”

    “Não, a gente pensou que era só para usar na Moto GP em 92”

    Barbaridade…

    • “Agora entendem porque a gangue do tio Bernie é chata pra cacete com pistas?”
      Concordo com você, Mac, eles têm os motivos deles, e são sérios.

  11. Esta todo mundo dizendo, que os FI., tem mais aderencia, portanto a curva do café não traz tantos riscos para eles. Mas, com os novos compostos de pneus, sera, que os carros terão o mesmo comportamento dos anos anteriores, ou o risco de acidentes naquele setor aumenta a partir de agora?

    • O pneus só se degradam mais rápido mais não chega a essas condições porque além da segurança também estariam perdendo muito tempo.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s