Como nasce uma rivalidade

Não é sempre que se cria um confronto particular entre dois pilotos de diferentes equipes (Já que os últimos que renderam polêmicas foram Alonso x Hamilton (McLaren), Vettel x Webber (Red Bull) e Alonso x Massa (Ferrari), portanto, quando isso ocorre e não termina em um curto tempo, está criada uma rivalidade “sem fronteiras”.

E o caso mais claro disso é a recente, mas forte disputa entre o relativamente novato Vitaly Petrov, da Renault, e Fernando Alonso, que divide espaço na Ferrari com Massa.

A briga já vem sendo alimentada, como todos sabemos, desde o GP de Abu Dhabi 2010, quando Petrov, em uma corrida iluminada, segurou um furioso Alonso por grande parte da prova, até o final, impedindo de este buscar mais posições para ser tricampeão.

Obviamente, Fernando não ficou nada satisfeito com o corrido e, com o seu caráter difícil já criou uma guerra com Petrov, que simplesmente estava fazendo a sua corrida e defendendo uma posição, como qualquer outra.

Ao mesmo tempo, ao redor do mundo tanto os torcedores do espanhol já começaram a criar um mau-gosto pelo russo e no Brasil, por exemplo, até hoje ainda se fazem piadas a respeito.

Curiosamente e por uma ironia do destino, Alonso e Petrov se encontraram novamente na pista (tecnicamente, na prova posterior a Abu Dhabi). A situação obviamente foi diferente, afinal ainda é o niício do campeonato, mas sem dúvida Alonso ficou mais uma vez furioso por ter terminando uma corrida, a segunda seguida, atrás de Vitaly.

Ele terá uma corrida por ano em que subirá no pódio. Que o desfrute. – Alonso.

Indo ao passado…

Mesmo assim, apesar de estar quase confirmado que Alonso criou um novo inimigo nas pistas, podemos remontar ao passado, quando piloto renomados se mostraram furiosos com os “novatos”.

Por exemplo, no GP da Espanha de 1972, Jacky Ickx, com a aura de estrela da Ferrari, chamou Emerson Fittipaldi de “novato atrevido, sem futuro”. Tudo isso por Emerson ultrapassar o belga por fora na largada e vencer a sua 2ª corrida na F1 (seria campeão naquele ano).

No ano seguinte foi a vez do próprio Emerson, com o status de campeão do mundo, ficar irado com Jody Schekter por ser jogado para fora da pista em Paul Ricard: “Esse cara não dura na F1”. Jody venceu o título em 1979.

Esses dois casos ainda se somam nas críticas de Alan Jones contra Nelson Piquet em 1979 “moleque de futuro negro”, com Michele Alboreto execrando Ayrton Senna em 1987 “aquele brasileiro que pilota com a faca nos dentes como se estivesse na Fórmula Ford” e também a “acusação” de Mansell à Ayrton, dizendo que seria a “peste do circo”, em 1987.

_______

Apesar de que estes exemplos mostrem que, realmente, no passado as críticas eram muito mais duras e sinceras, está criada a rivalidade entre Alonso e Petrov. Vitaly não faz o gênero de ligar muito para esse confronto, o que irrita ainda mais Fernando, mas será, sem dúvida, muito interessante ver mais disputas dos dois nas pistas.

Para opinar na sessão de comentários, fica a pergunta: Vocês acreditam que Alonso vs. Petrov terá mais capítulos?

21 pensamentos sobre “Como nasce uma rivalidade

  1. essa novela ainda tera novos capitulos, a questão é se o Petrov vai ser macho para ir de encontro ao Alonso(mostrando que é um homem não um rato) como fez o hamilton, ou vai se sentir ameaçado como o Massa.

  2. Com certeza haverá mais capitulos. E quero que haja, pois quero ver se dentro da pista Alonso irá levantar tanto o nariz para Petrov.
    E vejam que todos os pilotos criticados antigamente foram campeões. Alonso que bata na boca…

  3. Alonso vs Petrov

    Um BiCampeão não pode cair nessa conversa de mídia/torcedor, mas vejo que está. Ruim pra ele.

    Sinceramente, essa rivalidade é a mais besta que eu já vi. Mas só aconteceu porque o Espanhol é metido a “vencedor inalcançável”. Bem feito!

    E que venham mais capítulos, quero ver cada reação do Alonso…

  4. Concordo com o Rafael em relação a rivalidade PEtrov e Alonso, se bem que rivalidade é um nome muito forte para definirmos isso. E não acho que exsita uma grande rivalidade ainda dentro da F1 atual, só não sei o nome certo para definir isso. E pra mim, Hamilton errou feio ao falar que sua ‘rivalidade’ com o ALonso é comparada com Senna x Prost.
    Um erro sempre do Hamilton, ele tenta se fazer parecido com o Senna, e jajá vai ser mais lembrado por isso, por se achar parecido com Senna do que por outra coisa. Se fizer o que faz nas pistas, e não falar essas coisas, ai sim ele poderá ser lembrado como o Hamilton, campeão do mundo e com grande destaque nas pistas.

  5. O problema é que Alonso arranja confusão até com sombra dele. É a grande mala da nova geração da F1, parece que foi criado pela avó.
    Em relação à rivalidade entre ele e Hamilton, segundo o próprio Alonso a rivalidade ficou dentro da pista, e ele (Alonso) só saiu da McLaren por brigras com a direção da equipe.

  6. Pode ser. Mas o russo, na minha opinião, corretamente, não vem dando importância para isso. Petrov fez uma boa corrida em Abu Dhabi, ano passado, utilizando uma boa estratégia, conseguindo, mesmo com os pneus em pior estado, segurar Alonso e atrapalhar o asturiano nas pretenções de título, garantindo um lugar na atual temporada.

    Na Austrália, abertura deste ano, foi ainda melhor. Superou Nick Heidfeld, um competidor de bom nível técnico, que teve uma má atuação, e mostrando um desempenho consistente, chegou ao pódio, a frente de Webber, que correu diante da torcida, de Button, que foi punido com um drive trought durante a prova, e das Ferraris, logo a frente do genioso Fernando Alonso.

  7. Bem, o unico comentario que vi do alonso sobre o assunto foi no sentido de que este fato só tinha importancia para a Mídia. Que para ele nao significava nada.

    Alonso é de longe o piloto mais inteligente e centrado do grid.

    Isso não o abalará. Ele precisa é de um carro competitivo…

  8. rivalidades fazem parte da f1 e isso é que dá motivaçao dentro das equipes , bater seu conpanheiro, e quanto a briga de filepe massa e alonso eu continuo achando que depois do acidente o Massa perdeu meio segundo, acho que só uma vitoria daria de volta a confiança nele mesmo , ainda mais agora que a imprensa resolvel detonar ele, engraçado o Weber com aquele foguete nao andou nada e ficam procurando defeito no carro , acredito que na malasia por ser um cirquito com longas retas e curvas de alta o MASSA POSSA SE ENCONTRAR DE NOVO , no momento para mim a unica luta dele é com ele mesmo, se ele recuperar a confiança nao tenho a menor duvida que ele corre de igual pra igual com o chorão , em 2008 o Massa mostrou que tem força lutando com o Hamilton e perdendo apenas por um ponto num campeonato que ele só nao foi campeão por que a fia não teve peito pra anular a corrida de cinga pura que foi uma farça e acabou contando pontos, cinceramente conciderar aquela corrida como valida foi a pior kk que u ja vi , a f1 é realmente um circo e o pior é que agente gosta fazer o que ????????

  9. “Alonso é de longe o piloto mais inteligente e centrado do grid.”

    Prezado Diego Raphael,

    Respeito sua opinião, mas, não concordo.

    Alonso é um dos melhores da F1, mas, em vários momentos da carreira demonstrou que não se sai bem sob pressão (briga contra Hamilton, AbuDabhi, briga contra Trulli), que precisa ser o “queridinho” das equipes em que trabalha para ter sucesso.

    Se fosse essa coca-cola toda, Alonso não perderia a disputa interna da McLaren contra um estreante e muito menos o título do ano passado, que estava em seu colo, por não se impor à estratégia da equipe (até o “pobre” Rubens já bateu o pé e ganhou sua primeira vitória na F1 indo contra estratégia de Ross Brawn).

    Não teve inteligência suficiente para saber que ele não poderia chantagear Ron Dennis e utilizar de suas pilantragens contra Hamilton dentro da McLaren, e, ainda, que deveria ter se preocupado com Vettel e não com Webber no último GP do ano passado.

    A verdade é que Alonso não sabe conviver com uma concorrência em igualdade de condições, sempre foi um protegido de Flávio Briatore e agora é um protegido da Ferrari.

    É um piloto de altíssimo nível, mas tem comportamento de uma “bicha histérica” quando se sente ameaçado ou incomodado.

    Prova disso é ele ter deixado essa disputa com Petrov tomar a dimensão que tomou. Ao contrário do que alguns afirmaram, essa disputa só tomou essa dimensão por culpa exclusiva do “ataque de pelanca” do espanhol, reclamando acintosamente de Petrov ao término do GP de Abu Dabhi. Tivesse Alonso saído do carro, cumprimentado Vettel e enaltecido a dificuldade de ultrapassar Petrov (como fez Button em relação ao “Fiel Escudeiro”), hoje essa suposta “rivalidade” não existiria. Tanto é assim que Petrov até aqui se limitou a andar na frente de Alonso, nunca tendo explorado nada sobre o assunto.

    Alonso é apenas o rei do “mi mi mi”, e, tem uns quatro meses que está levando ferro de Petrov, o homem Tró-ló-ló da F1.

    • O Mala do Alonso que criou essa rivalidade, espero que no fim da temporada o Espanhol dependa de “alguma coisa” do Petrov para decisão do campeonato, assim como em 2010.

      Se Petrov ainda é um piloto sem muita expressão e ja acontece isso, da pra imaginar como seria se Massa fosse pareo para o Espanhol.

    • É isso ai Cassius, o Alonso fala demais, e quando é chamado a responsabilidade faz de menos. Tem todos os predicados para ser Campeão, mas nunca sera grande, pois coloca o seu ego sempre em primeiro lugar e isso, acaba cansando até fãs de carteirinha do piloto. Sinceramente, se eu fosse dono de uma equipe de FI., e o Alonso se oferecesse para correr de graça para mim, eu aceitava, mas se tivesse que pagar para carregar essa mala pelo mundo todo, ia preferir buscar outra saida. O Vettel, pelo menos até agora, tem se mostrado o oposto do Alonso. Vettel é sempre simpatico com a imprensa e os fãs, suas declarações são simples e sem ironias, “parece”, que trata bem a todos que o cercam, e seu conceito com a galera parece crescer sempre, dia após dia, enquanto o Alonso, se torna cada vez mais antipatico, ranzinza e inamistoso.

      • “O Vettel, pelo menos até agora, tem se mostrado o oposto do Alonso. Vettel é sempre simpatico com a imprensa e os fãs, suas declarações são simples e sem ironias, “parece”, que trata bem a todos que o cercam, e seu conceito com a galera parece crescer sempre, dia após dia, enquanto o Alonso, se torna cada vez mais antipatico, ranzinza e inamistoso.”

        Além de uma personalidade diferente, acredito que é também por diferenças e experiência distintas na carreira de ambos, só com McLaren 2007 e caso Nelsinho 2010 Alonso deve ter ficado mais amargo.

        Vettel é a figura ideal para a Red Bull, faz muito bem a cara da empresa e ainda é talentoso, rápido e vencedor, o que mais pedir? A Red Bull tem realmente a fórmula perfeita.

  10. – Fernando, Vitaly is faster than you. Can you confirm you understood that message? – Andrea
    – Fuck Yea! – Petrov

    Alonso é um babaca que quer criar birra até com pilotos de outras equipes que nada a ver tem com isso. Petrov deve tá dando risada dessa história até hoje. Fez um corridão em Abu Dhabi e agora em Melbourne novamente. Parabéns ao russo, torço muito pra ele conseguir andar bem nessa temporada. Mclaren vem ai em Sepang com atualizações.

    Go Go Go Mclaren

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s