Confiante, Williams se prepara para 2011

Janeiro está apenas começando e aos poucos começam a borbulhar, naturalmente, notícias interessantes sobre o desenvolvimento dos carros das equipes em 2011 aparecem e junto a elas, algumas pistas (hipotéticas) do seu rendimento podem ser desveladas e o quebra-cabeça formado aos poucos.

Rubinho prestou ontem uma entrevista à Autosport e exemplificou um pouco do trabalho realizado em 2010 e a esperada evolução do FW33 para a temporada que se aproxima.

Todos nós sabemos que o clima em Grove entre Barrichello e Williams está em um período frutífero e a áurea que gira em torno de Barrica é muito positiva- sua fé e a esperança por bons resultados, seja qual for a equipe e o seu momento, são uma ajuda-extra para qualquer sintoma de bem-estar.

Apesar de que muitas vezes essa espera pelo sucesso tende a ser levemente exagerada, a verdade é que, ao contrário do ano passado quando Barrica estava recém-chegado e os motores Cosworth apenas iniciando seu processo de adaptação ao bólido, em 2011 esses dois fatores importantes já estão estabelecidos com força e a tendência é sempre melhorar, mesmo que nem sempre isto seja possível.

O FW33 seguirá um desenho mais agressivo, mas ainda não sabemos no que essa agressividade se baseia, se haverá alguma inovação inteligente que possa exercer alguma vantagem ou se, ainda, o modelo seguirá os conceitos do seu antecessor. Para comparar parâmetros, em 2010 o FW32 seguiu um padrão muito distinto do que em 2009, assim como o diretor técnico Sam Michael havia dito na época.

Uma preocupação latente parece ser na adaptação dos pneus Pirelli ao carro, já que trata-se de um ponto em que estará sendo estudado o seu melhor uso- e quem conseguir evoluir mais, dará um passo à frente, pelo menos momentaneamente, dos rivais.

Como Rubens já havia dito a finais de novembro depois dos testes com os compostos italianos, o trabalho feito foi essencial e não houve maiores problemas, destacando que a sua aprovação foi feita.

Seguramente esses dados são os únicos disponíveis para desenvolver o novo carro que já deve estar em estágio avançado e, conforme forem apresentados ao FW33 na pista em fevereiro, é que as mudanças e ajustes necessários serão realizados. E isso é quase uma certeza já que a Pirelli testou no final de dezembro em Bahrein e ainda aplicará duas sessões no deserto para terminar, previamente, o desenvolvimento.

Desse modo será importante ter o carro pronto desde o primeiro dia de treinos para aproveitar ao máximo o tempo em pista.

Maldonado ainda anda tímido em suas declarações perante a mídia, mas seu desempenho será fortemente avaliado pela equipe de Grove- adquirir um nível semelhante ao que Hulkenberg apresentou em 2010 será a meta prévia.

Seu dinheiro trazido da petrolífera venezuelana ainda será um up-grade para reforçar a tese de um carro em 2011, no momento em que a Williams perdeu os seus principais no final do ano passado.

De qualquer forma, ainda é cedo para apontar uma Williams promissora ou não. Para lutar por pódio será necessário um projeto realmente confiável na maioria das pistas e não é o desafio mais fácil evoluir mais que as outras equipes semelhantes- como Renault, Mercedes e Sauber.

Talvez o estilo agressivo seja uma forma de inovar, mas mesmo assim não é a garantia de uma boa temporada- A Renault apelou por um desenho “quadrado” em 2009 e terminou pagando caro por isso, depois que todos a apontavam como favorita após a arrancada na última parte de 2008.

Rubens é a palavra chave no desenvolvimento por parte dos pilotos (Pastor não deverá acrescentar, apenas aprender) e sabemos que sua presença foi chave para um bom ano em 2010, além da audácia dos engenheiros para manter a linha e a notável melhora nas últimas corridas.

O caminho não é fácil mas a meta é a mesma em toda a equipe- vencer. Fica com vocês, agora, na sessão de comentários, opinarem se acreditam que isto possa se tornar verídico ou não em 2011…

18 pensamentos sobre “Confiante, Williams se prepara para 2011

  1. Independentemente de ter ou não um brasileiro no cockpit da Williams, eu torço muito por essa equipe. Espero que ela chegue ao patamar das grandes novamente. Frank Williams merece, que cara batalhador e visionário. Tenho saudades desse carro na época de Mansell e Senna! Espero realmente, que todos possam fazer um bom trabalho em 2011, inclusive Barrica e Maldonado!

  2. O Rubens, tem bagagem suficiente para ajudar a Willians a fazer um bom carro, é com isso, que estou contando para 2011. Vou torcer muito, para que acertem a mão na aerodinamica e o motor venha agora com mais força, afinal, teve época na FI., que só a Cosworth e a Ferrari fabricavam os motores, portanto o ano passado deve ter ensinado muito, tambem a fabrica de propulsores. Nós sabemos, que o conjunto perfeito para um FI., é aerodinamica perfeita, motor forte e pneus bem ajustados ao carro, se tiver um bom piloto então a coisa flui naturalmente. Bom piloto a Willians já tem, só falta o resto……….

  3. Pirreli no lugar de Pirelli, e “pagando carro” ao invés de pagando caro. Só uma observação mesmo, eu sei que às vezes a gente digita rápido e sai essas coisas.
    Sobre a Williams, tenho quase absoluta certeza que os tempos áureos não voltarão tão cedo. Para Frank Williams, é muito difícil voltar a ter uma equipe competitiva sem dispor da grana de uma grande montadora, como Ferrari, Mercedes, ou a grana dos energéticos da Red Bull. Acredito realmente que vá continuar andando no bloco intermediário, não vejo uma luz no fim do túnel para a Williams sair dessa situação. Adoraria vê-la figurar novamente como favorita à uma vitória ou um título, mas não vejo possibilidades para isso, não tão cedo. A única saída seria firmarem uma nova parceria, como aquela feita com a BMW que, apesar de não colherem títulos, para mim deu certo, pois ali a equipe ainda era vista como grande. Sem dinheiro e um grande motor por trás, não existe milagre. Com os Cosworth, não acho que a Williams vá muito longe.

    • “Pirreli no lugar de Pirelli, e “pagando carro” ao invés de pagando caro. Só uma observação mesmo, eu sei que às vezes a gente digita rápido e sai essas coisas.”

      Atualizado, Rodrigo.🙂

  4. acho q esse ano a wiliams vai melhorar um pouco e travar uma luta com a mercedes p/ ser a quarta força

  5. Torço muito pelo time de Grove. Frank Williams é um guerreiro e apoixanado pelo esporte. Espero que saia pelo menos um pódio em 2011 (de preferencia com o Barrica) – isso traria uma energia imensa pra equipe. Se tivessem com os motores Renault eu ficaria ainda mais animado.

  6. A Williams, Rubinho e o motor Cosworth, vão disputar as poles e as vitórias em todas as pistas, nos dois próximos anos o motor Cosworth vai ditar o ritmo do campeonato, com o Rubinho no comando, nesses dois últimos anos da F1 aspirada. O novo motor para 2013 é totalmente revolucionário, vai ser o motor mais rápido, econômico e durável.
    Tomás, deixa eu continuar dormindo e sonhando, OK!

  7. A equipe Williams perdeu muito terreno com a saída da BMW, em 2005, e desde então, caiu para o bloco intermediário. Mesmo com o status de garagista, possui uma história vitoriosa na categoria e um grupo sólido, com Frank Williams e Patrick Head desde o início da escuderia na Fórmula 1. Com a chegada das montadoras e a saída da marca bávara, o time de Grove não conseguiu acompanhar o ritmo de Mercedes, BMW, McLaren, Ferrari, Renault e Red Bull.

  8. É difícil se dar um salto muito grande em um ano sem grandes mudanças no regulamento técnico. Um projeto agressivo, como prometido, se der certo, elevará a equipe a, quem sabe, o nível no qual a Mercedes esteve em 2010. Falar mais do que isso hoje é pedir para queimar a língua.

  9. confesso que sou torcedor da willians, Em 2011 vejo que willians vai corrigir os erros de 2009-2010 e vem com mais dinamismo e ousadia, Pelo que se vai desenrolando sobre a equipe, vemos em 2011 a equipe vai vir para buscar algo mais do que o meio do Grid, Experiencia( Rubinho) e Grana (Pastor Chavez RSRSRS) não vão ser problemas para buscar algo mais na temporada, e vejo na willians uma equipe que quer voltar a qualquer custo ao pelotão de elite da Formula 1…

    Abraços Tomás
    Davi/ L.A EUA..

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s