A invencível asa “flexível(?)” de Lewis em Spa- Análise técnica

Vocês devem ter notado que Horner, em defesa ao claro movimento da asa de Vettel antes da ultrapassagem sobre Button, disse que: “As asas do MP4-25 foram as que mais se moveram em Spa”. Bom, agora, isto será verdade? Pelo visto, ninguém viu a asa do carro do time de Woking “mexer-se”, mas houve uma diferença muito importante no rendimento do carro, e que foi crucial para a vitória de Lewis…

Bem, observemos, para começar, uma diferença da asa de Hamilton para Button nos treinos de sábado e principalmente no domingo,dia da corrida:

SÁBADO:

Asa de Hamilton:

Asa de Button:

DOMINGO:

Asa de Lewis:

Asa de Button:

A diferença nas duas asas chega a ser notável. A de Lewis é mais lisa e tem uma leve curva para cima, onde saem duas saliência para baixo, curvadas. A de Button, por sua vez, é “repartida” ao meio, fechando a porta para o ar que passaria por baixo da saliência da de Lewis. Um desenho mais quadrado.

Mas, o que isso significa?

Bem, a McLaren, a partir da Inglaterra desde que estreou seu novo pacote, passou sempre por problemas. A culpa nos maus resultados em classificações e até corridas era colocada naturalmente no EBD, que era a principal inovação do time até então, assim como o Duto havia sido anteriormente, evoluindo etapa em etapa.

A dificuldade de se adaptar com as novas partes do carro foi maior para Button, que também por erros, ficou fora do Q3 na Inglaterra (11º) e Hungria (14º). Na Alemanha foi quinto. Os resultados em corridas caíram bruscamente, pois depois de ter sido 2º na Turquia e no Canadá, além de 3º em Valência, foi 4º em Silverstone, 5º em Hockenheim e 8º em Hungaroring.

Hamilton, apesar de que em menor impacto, sentiu a queda de rendimento, mas foi 2º em Silverstone, 4º em Hockenheim e abandonou na Hungria, após estar no pelotão intermediário.

Asas de Button e Lewis na Hungria: Iguais.

Porém, algo não se encaixava e nesse momento a equipe de Woking via Webber assumir a liderança, vendo um grande avanço do RB6. Porém, depois de mudar a asa em quase todas as provas, alguma mente brilhante percebeu que o problema poderia estar na nova asa, que tinha sido usada justamente nessas três últimas provas.

Sendo assim, levaram a asa da Turquia, a da Inglaterra e criaram um 3ª asa muito parecida com a da Ferrari, RBR e Mercedes ( que inclusive Button usou na corrida, e diferente de Lewis). A equipe testou elas na sexta com os dois pilotos, e Hamilton preferiu ficar com a mais velha (a da Turquia, na qual venceu), sendo que a nova ficou por conta de Jenson, como dito acima.

O grande problema para Button (e grande solução para Lewis), foi que a asa velha de Lewis se adaptou, novamente, muito melhor ao carro e Jenson, com a nova, sofreu durante todo o final de semana. Assim, Button fez a escolha errada e prejudicou a ele mesmo, comendo poeira de Lewis, ficando 0.7 atrás por volta, apesar do pedacinho de volta quebrada, que só foi informada pela equipe na volta 7.

Lewis, enquanto isso, poderia ter sido Pole também, mas como a pista havia molhado antes de sua volta voadora (mesmo assim ele fez o 2º tempo no molhado!) ficou atrás de Webber. Na corrida, porém, o domínio desta asa usada na Turquia foi fantástico.

Para se ter uma ideia, Hamilton foi 0,326 mais veloz que Webber na sua volta mais rápida na corrida (que foi a melhor de todas inclusive): 1:49.069 de Lewis contra 1:49.395 de Webber, na mesma volta 32.

O que se vê com isso é que essa acertada escolha feita por Hamilton da asa usada em Istambul deu cerca de 3 décimos para a Red Bull, o que foi decisivo em sua vitória em Spa.

Agora, o time de Woking tem as coordenadas corretas e deve implantar essa asa em ambos pilotos em Monza. Podemos, então, esperar uma corrida ótima dos dois e uma possível dobradinha.

Com isso, Red Bull pode tremer e ficar mais distante da lideança. Só que se algum expert do time dos touros ou da Ferrari reparou nisso, podemos aguardar que veremos o RB6 e o F10b com novas asas para Monza- ao estilo de Lewis em Istambul, e não como nos últimos GPs.

Asas flexíveis? Não creio, Horner. Mas, em Spa com Lewis, certamente, invencíveis.

About these ads

37 thoughts on “A invencível asa “flexível(?)” de Lewis em Spa- Análise técnica

  1. Depois que esqueceram no início do ano aquela tampa na entrada de ar do motor do Button em MON, justo quando ele estava andando na frente do Hamilton, pensei: “Acabou a temporada para Button!!!” Curiosamente, nas corridas seguintes Button não conseguiu mais ser veloz que Hamilton, esse evoluiu muuito! Só não entendo porque Button caiu , na Ferrari tudo bem, Massa admitiu que não se entende com os pneus! Mas Button disse que ele não entendia como o carro piorava tanto(risos).

    Porque será? Nem imagino Button! Pergunta ao R.Dennis que tem aparecido as vezes na equipe, ou melhor pergunta ao Kova…rs

    • Me impressiona o prazer do público com teorias conspiratórias…

      O próprio Button já afirmou que 2011 será um ano mais fácil, por que ele está participando do projeto do carro junto com o Hamilton (desde o início), o MP4-25 foi feito ‘por e para’ Lewis Hamilton, Button estava quase certo com a Mercedes (só saiu – acertadamente – quando anunciaram Schumacher) e não participou de nenhuma fase do desenvolvimento do carro deste ano.

      • Aí chega 2011 e o Hamilton vai melhor qu eo Button e os mesmos preconceituosos de sempre irão dizer que o que o Butotn pediu a equipe não fez e que o Hamilton foi privilegiado e blá-blá-blá, blá-bláblá.

        Incrível como é difícil para algumas pessoas simplesmente entenderem que Hamilton é melhor piloto que o Button.

      • Alonso apanhou do Hamilton em 2007, 2008, 2009 e tá apanhando agora em 2010.

        O Kova não dá nem pra levar em consideração. Afinal de contas, Who Kova?

      • Mas não é você que diz que não se pode comparar em carros diferentes?
        Pois pelo que eu sei, em 2008 e 2009 Alonso esteve na Renault, e agora está na Ferrari.
        Enquanto o Lewis esteve todos esses anos na McLaren.

        Take it easy!

  2. Muito bonito o post, claro, conciso e informativo – mas faltou a referência (eu acho que já li algo semelhante em algum site na segunda-feira…ou estou ficando louco) – mesmo assim, belo post!!!

    • Will, você não está louco não, rs…
      São informações coletadas em alguns sites, de comentários e detalhes. Depois tirei minha própria conclusão a respeito dos tempos de volta e dando uma pesquisada cheguei ao ponto central, a asa de Lewis.

      Obrigado pelos elogios.

  3. As asas não são flexíveis mas são invencíveis! Adorei! =)
    Mas em Spa e Monza a McLaren tinha chances de vir forte mesmo… impulsionados pelo motor Mercedes.
    Minha preocupação é Cingapura… pois tem características mais semelhantes à Hungria, onde as coisas não foram boas para Woking. Mas eles prometem outro pacote de atualizações para este GP… então as coisas podem melhorar ainda mais!

    • Mari, don´t wor ry, esse pacotão que a McLaren promete para Cingapura deve solucionar os problemas com ondulações na pista, características fortes de Cingapura e Interlagos.

    • Lembrando que os carros de melhor motor ano passado venceram em Spa e não conseguiram vencer em Monza, claro deu Brow gp, que tinha motor mercedes, porem sem Kers….Então podemos apostar que A Maclaren vem forte, mas RBR e Ferrari farão um prova mais equilibrada….

  4. Tomas faltou aquela foto da asa na reta por que é lá que supostamente elas se torcem, dando vantagens aerodinamicas, acho na minha opinião que a Maclaren usa poder politico e já mandou fazer varias inspeções no carro da RBR, eles acabam atrasando o desenvolvilmento dos Touros e adiantam o deles, Ferrari e Maclaren sempre exploraram o limite dos regulamentos e da Etica as vezes, eles só não surpotam alguem de fora vir fazer igual a eles e melhor…….

    • Claudio;

      Lembrando que o tema do post não é sobre uma possível flexão da asa do MP4-25, mas sim da diferença que a velha usada na Turquia fez em Lewis agora em Spa, e a nova, inspirada em Ferrari e Red Bull, não deu certo.

      Isso significa que essas duas equipes tem que rever os conceitos de suas asas,porque a flexibilidade acaba dando em nada.

      Abs.

  5. A McLaren mais uma vez conseguiu trazer inovações técnicas. Eles possuem uma grande capacidade de reação, quando conseguiram se recuperar, ano passado, deixando o bloco intermediário do grid e disputar poles e vitórias na segunda metade da temporada.

    Neste ano, enquanto a Red Bull vem andando bem em todas as pistas, McLaren e Ferrari vem se alternando como segunda força, mas o time de Woking consegue solucionar as limitações no carro mais rapidamente, mantendo-se na luta pelo título. Os ingleses conseguiram encontrar o acerto ideal das asas flexíveis, mostrando eficiência no aprimoramento dos projetos.

    • O engraçado que a asa mais simples, a de Lewis, é melhor. Isso mostra que a simplicidade faz parte de um carro de F1. A de Button é cheia de cortes e isso e aquilo, mas não é boa. Lewis realmente entende de F1.

    • Lucas, Lewis escolheu a “asa simples” porque se adaptou melhor nela do que na nova. Button optou pela outra porque se atraia ao seu gosto, o que não significa exatamente que Lewis entenda (entender óbvio que entende, digo outros fatores aerodinâmicos tão pequenos).

      Provavelmente Button deve saber mais em questões de acerto, afinal vem há 10 anos, mas é só especulação.

      Quanto a asa, às vezes os desenhos mais simples para nós são os mais complicados para os que a projetam.

      Valeu Lucas!

  6. Foi notavel o rendimento melhor de Hamilton, mas também devemos lembrar que a ASA de Button foi danificada em um toque com o carro de Kubica, o que também fez enorme diferença. Vamos ver o que preparam para o GP da Itália. Realmente, nem percebi que a asa se mexia.

    • Daniel, a mudança da asa vem desde sexta, quando os pilotos escolheram a que mais gostaram. No sábado a diferença já foi grande, então a quebra da asa no domingo foi detalhe.

      Aliás, na volta 9 Button foi mais veloz que Hamilton,uma prova que rendimento ele não havia perdido.

  7. Com asa lisa ou ondulada. Com asa bipartida ou não, Lewis Hamilton é melhor piloto que Button e ponto final. Não sei porque essa mania ridícula de ficar criando teorias disso ou daquilo para menosprezar o talento do cara.

    • Djow, você deve estar maluco, porque aqui ninguém menospresou o talento de Lewis pela asa.
      É uma comparação técnica, agora se você não aceita, fazer o quê.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s